Fazendo as coisas certas... De uma forma errada?

Faz muitos anos escutei aqui no Brasil um provérbio que diz: NÃO EXISTE FORMA CERTA DE FAZER AS COISAS ERRADAS. Isto é um fato. O certo sempre é certo, e o que não é certo é errado e ponto. O problema aqui tem a ver com a ideia de dar um “jeitinho” em todas as coisas. O pior de tudo é que, com a saúde não é diferente.


Para uma boa parte da mídia, para os chamados "planos de saúde" (onde o principal serviço é para doentes), para as farmácias e a trilionária indústria farmacêutica e ainda nos pareceres jurídicos constitucionais, a pessoa pode viver num jeitinho sociogênico, fazendo tudo errado e, quando a doença aparece, sair correndo ao posto de saúde em busca da solução, seja esta pública ou privada.


Em muitos casos trata-se de doenças crônicas, degenerativas, autoimunes e outras, que em não poucos casos levam de forma prematura ao óbito ou até, deixam um legado de doença postergando com uma qualidade de sobrevida por décadas. Muitas destas situações poderiam ter sido evitadas, vivendo de forma saudável, situação que logicamente não resulta no interesse lucrativo nas indústrias das doenças (as fábricas de comida e bebidas falsas, os centros dedicados ao tratamento das doenças e logicamente a trilionária corporação dos medicamentos).


Se quer ter saúde viva de forma saudável, isso não é questão de jeitinho. Basicamente é o jeito, pois a mais de 2.000 anos temos escutado que... tudo o que o homem semear, isso também ceifará. . Pense nisso e não esqueça de ser saudável.