Aloysia triphylla 

 

Arbusto da família Verbenáceas, conhecida com diferentes nomenclaturas botânicas como: Aloysia triphylla, Aloysia citriodora, Lippia citriodora. 

 

Os nomes populares regionais são: Verbena, Cidró, Lucia Lima, Cedrón, Hirba Luiza etc. Ela é nativa da América do Sul, sendo cultivada do Chile ao México. Países da África e Austrália produzem com foco nos EUA e Europa, principalmente a França, que hoje é considerado um dos maiores consumidores per capita do planeta. 

 

As folhas da Verbena e o óleo essencial extraído por destilação são uma rica fonte de Geraniol, nerol, limoneno, nerolidol, cariofileno, linalol e verbascosídeo. (1) 

 

O chá de Verbena, frio ou quente, tem sido empregado há décadas por seu aroma e sabor cítrico refrescante. A pesquisa acadêmica dos últimos 10 anos tem dado foco significativo ao potencial antioxidante do Cidró, mediante seu consumo na forma de infusão, segundo pesquisas de 2011-2012 realizadas por cientistas da Espanha (2-3). 

 

Em 2010, alguns grupos de acadêmicos mexicanos publicaram estudos in vitro e in vivo sobre as funções espasmolíticas e anti-inflamatórias da Aloysia triphylla (4) 

 

Outro campo referencial desta Verbenácea é sua função como ansiolítica, sedativa e anticonvulsiva, publicada na Neuropharmacology em dezembro de 2016 (5). 

 

Recentemente, em junho de 2017, cientistas do Marrocos realizaram uma série de pesquisas pré-clínicas para determinar a capacidade do óleo essencial de Verbena como antitumoral e contra a citotoxicidade. (6) 

 

A linha Harome para a oxidologia botânica apresenta as folhas inteiras de Verbena desidratadas a baixa temperatura, em embalagem de 50 Gramas contendo um mínimo de

98 % de partes ativas.